Equipe

São Paulo

Monica Mumme

Fundadora do LAB / Currículo Completo

Sou uma carioca apaixonada por praia, morei em terras mineiras na cidade que tem um Belo Horizonte e caminhando pelas estradas deste misterioso país, chego na plural São Paulo. Sou mãe do Fernando que me ajuda muito a revisitar minhas crenças, sendo um companheiro para abertura de novas compreensões das realidades .

Fundei o Laboratório de Convivência com a certeza que no exercício contínuo de conviver nos transformarmos e curamos. Me formei em psicologia, mas foi no ato de educar e na busca por compreender as dinâmicas socais que me constitui como profissional.

Sou especialista em Justiça Restaurativa, mas verdadeiramente estimulada pela provocação que me faz: investigar constantemente o que ela significa e como coloca-la em prática.

Sou guardiã de Círculos de Construção de Paz e quando estou sentada em círculo sinto a potencia deste trabalho e a responsabilidade de estar em constante preparação para que possa honrar este lugar.

A partir da Justiça Restaurativa, faço consultorias, projetos e criação de metodologia. Dou aulas e realizo palestras. Escrevo artigos e apostilas, sempre buscando produzir e compartilhar saberes.

Atualmente, celebro a chegada de pessoas incríveis no Laboratório de Convivência e sigo na construção de novos projeto onde a união do poder público e da sociedade civil possam trazer novas respostas sobre questões urgentes da nossa convivência. Redes humanas e justas cada dia se tornam um sonho mais real.

Viviane Palandi

Coordenadora de Projetos em SP / Currículo

“Vivenciar os princípios e ações da Justiça Restaurativa está sendo um convite a revisitar as qualidades das humanidades, das minhas humanidades. Uma força assustadora e ao mesmo tempo frágil. No Laboratório de Convivência, espaço em que os ofícios se interagem, dialogam e coexistem, tenho trazido às competências que aprendi na caminhada para somar as atividades que exerço – coordenadora de projetos em SP. Alguns deles são: o ofício de atriz e massoterapeuta, os princípios filosóficos e práticos aprendidos junto às constelações familiares, o cultivo das ervas, as histórias arquetípicas femininas, e muitos outros saberes que se integram ao desejo de conhecer e desvendar a vida. Um convite diário a dar voz às histórias que falam de nossas humanidades.” (Viviane Palandi)

Adeli Ferreira

Leonardo Mussi

Assessor de comunicação / Currículo

Do interior deste país continente pra essa terra metrópole…
Artista. Curador.
Muitas histórias para contar e para ouvir… dar vez e voz.
Encontro. Ofício.
Ator. Um meio, um canal… para que a vida flua, para que a humanidade se apresente e seja representada. Fotógrafo. Uma perspectiva, um ponto de vista. Olhar, enxergar, ver… a Beleza no outro, do outro, em mim. Registrar. Eternizar.
Na Justiça a possibilidade de harmonia, de equilíbrio, de alinhamento. A justa medida em que nada falta ou sobra. O desafio e o exercício constante da convivência, da paz, da não violência, do diálogo, da interação, da integração, da comunicação, da ação comum.

Rio de Janeiro

Silvia Vieira

Coordenadora de Projetos no RJ / Curriculo Completo

Quando pequena eu queria ser astronauta. Eu tinha certeza que seria astronauta! Lia muito sobre outros universos, outros mundos, outras realidades e sonhava em desvendá-los, descobri-los. Hoje percebo que trabalho com Justiça Restaurativa justamente pelo mesmo motivo. Descobri no meu caminhar até aqui que cada pessoa com quem entro em contato é e me traz esses outros universos, essas outras realidades que tanto me apaixonavam e me apaixonam até hoje. Percebi que esses outros mundos estavam todos aqui, era só olhar em volta, que a descoberta poderia ser feita sem ter que tirar os pés dessa Terra, e que eram tão numerosos, tão vastos, tão coloridos e tão surpreendentes como eu supunha ser o espaço infinito fora desse planeta.

Me encanta o encontro, a possibilidade de se tecer relações mais verdadeiras, mais justas, mais amorosas, mais harmoniosas, em que a verdade e a natureza de cada um possa ser trazida e expressa, respeitada, honrada. Sejam essas relações interpessoais, sociais, profissionais, familiares, etc…

Entendi que não aprendemos a fazer isso, que não aprendemos a lapidar nossas habilidades de se relacionar com o outro, que aprendemos as formulas e os cálculos mais sofisticados durante nosso percurso escolar, mas não somos capazes de lidar com aquilo que com maior força constrói nossa identidade, nosso estar no mundo: a relação com o outro e com o mundo que nos cerca.

Fui fazer faculdade de direito, querendo, a partir da justiça formal, ajudar a reconstruir e equilibrar nosso tecido social. Mas foi nos projetos sociais, na militância política e social que encontrei maior e mais verdadeiro alcance para essa luta pela construção de novos paradigmas sociais.

Assim, trabalho e estudo há 16 anos Direitos Humanos, Mediação de Conflitos, Justiça Restaurativa, Cultura de Paz e Educação para a Paz. Coordeno projetos, dou aula e palestras, que tratam questões de Direitos Humanos, violência e conflitos em espaços comunitários, escolares, com um enfoque na a construção de uma cultura de paz e diálogo. Sou guardiã de Círculos de Construção de Paz e me surpreendo sempre com sua potência e profundidade.

Graças a esse percurso, aprendi que o diálogo era a mais potente das ferramentas, e encontrei na Justiça Restaurativa a possibilidade da construção de novos paradigmas sociais e da lapidação de relações mais justas.

Fazer parte da equipe do Laborátorio de Convivência é uma honra e um canal de alimento intelectual, emocional e espiritual. Monica, com sua maestria, pavimentou um caminho muito belo, sólido e profundo antes de nossa chegada e foi muito hábil em reunir pessoas tão igualmente motivadas e comprometidas com esse construir e desbravar novos mundos e novas realidades.

Minas Gerais

Marisa Fonseca

Coordenadora de Projetos em BH/MG / Currículo Completo

Daniel Coscarelli